Hyper-V Server 2008 R2

Introdução

Acabo de subir uma lámina no blade center e instalar o 2008 Hyper-V Server R2. O Hyper-V server é uma instalação da versão Core de Windows Server 2008, ou seja quase sem interface gráfica.

Essa instalação é tranquila e sem nenhuma complicação. Depois de efetuar o login pela primeira vês como administrador é apresentada uma tela com um menu contendo as tarefas básicas de pós-instalação. Essa pode ser aberta usando o comando

c:\windows\systyem32\sconfig.cmd

Já que o path(caminho) c:\windows e c:\windows\system32 é adicionado ao sistema por default, podemos executar o comando de qualquer pasta na linha de comando.

hyperV R2 Menu
Menu do Hyper-V 2008 R2
Menu do Hyper-V 2008

Uma comparação rápida entre Hyper-V 2008 R2 e Hyper-V2008 mostra a que diferença no menu está em números 10 e 11 do R2.

O consume de memória não é tão baixo como achava. Nesse ponto na instalação, com nenhuma VM instalada e rodando, o consumo segundo essa captura de tela(use o comando systeminfo para gerar essa informação): é 715 Mbytes

Antes de instalar o Hyper-V nessa lámina eu tinha instalado o Windows Server 2008 R2 e o consume de memória tava 881 Mbytes. A diferença entre os dois é infelizmente muito pouca.

Configuração Primária:

Precisei de fazer umas alterações e aqui vou explicar um pouco do que pode ser alterado no sconfig.cmd

1 – Ingressar o servidor no domínio. Essa etapa é básica e usa o comando netdom. Será necessária uma conta com permissão para adicionar contas de computador no domínio. Será necessária a reinicialização do servidor.

2- Trocar o nome do servidor. Será necessária a reinicialização do servidor.

3-Adicionar um usuário ao grupo administradores locais.

4- Configurar administração remota. Aqui estamos apresentados com um menu de quatro items:

a)permitir MMC gerenciamento remoto, isso habilita gerenciamento de todos os perfis(exceções) do windows firewall e o serviço de disco virtual.

b)habilitar Windows Powershell, isso habilitaria a ferramenta de gerenciamento de serviços de imagem versão 6.1.7600.16385. Será necessária a reinicialização do servidor para completar a configuração.

c)Permitir Gerenciador do Servidor (Server Manager) gerenciamento remoto. Com isso instalado podemos acessar remotamente esse servidor usando a ferramenta Server Manager (Gerenciador do Servidor) disponível em Windows Server 2008 e clientes como Vista e Windows 7 com RSAT instalado. Ao tentar conectar remotamente no servidor sem esse serviço habilitado, teremos o erro

A habilitação é feito atraves de cmdlets do Windows Powershel dirigidas para o Server Manager.

*obs.: para quem prefere usar o gerenciador de computador remotamente, compmgmt.msc, essa etapa não é necessária.

d)Mostrar as configurções do Windows Firewall. Essa opção serve somente para visualizar as configurações do windows firewall e mais especificamente o Windows Advanced Firewall, pois é o nome de windows Vista a diante.

Para configurar o advanced firewall (firewall avançado) será necessário o uso dos comandos NETSH. Vou citar uns exemplos pois o assunto é amplo

1-  exemplo 1 – habilitar um aplicativo

netsh advfirewall firewall add rule name=”My Application” dir=in action=allow program=”C:\MyApp\MyApp.exe” enable=yes

2- exemplo 2 – habilitar uma porta

netsh advfirewall firewall add rule name=”Open Port 80” dir=in action=allow protocol=TCP localport=80

o comando netsh firewall vai estar deprecado, e somente o netsh advfirewall firewall vai estar usado.

5- Settings de windows update. Isso serve para habilitar atualizações automáticas. O default é o estado desabilitado. O impacto dessa configuração é grande caso o servidor hospeda um grande número de VM’s e uma atualização falhar. Habilite se tiver o WSUS instalado com uma rotina de testes das novas atualizações de segurança. Cuidado tambem com as configurações de atualização que permitem a reinicialização automática após uma atualização.

6- Baixar e instalar atualizações. Essa é a versão manual de atualizar o servidor. Se o servidor está em uma OU com WSUS , então puxa as atualizações do servidor WSUS, senão dos servidores da Microsoft. Use o netstat -ano para ver as conexões(portas) abertas.

7-  Area de trabalho remota. Aqui o sistema pergunta se quisemos usar a versão de acesso remoto mais restrita(de Vista para cima) ou menos restrita(2003, XP, e para baixo). Sugiro escolher a mais restrita e usar uma estação Windows 7 para fazer o acesso remoto para fazer qualquer manutenção.

8 – Configurações de rede. Aqui a configuração é o basicão de IP, Máscara, Gateway, DNS. Não tem muito mistério para um administrador de rede/sistemas. O que achei interessante é o uso de número de index para diferenciar as placas de rede.

9- Data de Hora. Isso abre a interface gráfica de trocar a data e hora do sistema então não tem nada misterioso aqui.

10 – Não mostrar este menu ao fazer login. Esse menu pode ser aberto do linha de comando como expliquei na introdução.

11- Adicionar Failover clustering.

12-15 são auto explicáveis.

Essa foi uma introdução ao menu inicial do Hyper-V server. A configuração maior de maquinas virtuais vem através do Hyper-V Manager.

——————————–

Sites Relacionados: Links externos

Microsoft Technet Interface Gráfica do Hyper-V Manager http://technet.microsoft.com/en-us/library/cc770494.aspx

Microsoft Technet Netsh guide http://support.microsoft.com/kb/947709

Hyper-V Remote Management Configuration Utility http://archive.msdn.microsoft.com/HVRemote

——–

última edição 9/12/2011

Um comentário em “Hyper-V Server 2008 R2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s